Conversas da Alma

Programa nº 32 - Constelações Familiares
César Augusto Moniz | Joaquim Marujo


Eu sou “uma besta quadrada”: A Rita+Lina

Constelações sistémicas: familiares, pedagógicas e organizacionais

Itinerário de um terapeuta da alma


Smart Skirting Board ®

Gerontodesign and Gerontechnology
Created and developed by: V. M. S. Fernandes, Teresa Tupholme and J. P. Marujo


Somos um todo holístico de corpo, espírito e alma

Iniciei a minha vida como terapeuta em 1971. Para o meu pai esta profissão não traria compensações monetárias significativas e perguntou-me: diz-me qual a tua missão?
Respondi-lhe “terapeuta da alma”. Obtive um sorriso e como resposta: Palerma. Porém, sempre esteve ao meu lado neste caminho difícil que agora está na moda: psicologia transpessoal: hipnose e constelações sistémicas.

Somos um todo holístico de corpo, espírito e alma.
Questiono me desde 1971 sobre: 
Será natural ficar doente?
Para que servem os sintomas?

Sei por experiência terapêutica e vivenciada que é na alma que vive a doença e no corpo o sintoma. Ou seja, a alma imprime no corpo o sintoma (energia negativa) e o sintoma espelha o problema da alma.
Quando olho à minha volta, observo que quase todas as pessoas ficam doentes e muitas pessoas têm doenças crónicas.
Para mim como terapeuta da alma a doença não é algo natural.
As doenças não fazem parte da nossa trajetória vital.
A doença é, apenas uma indicação divina, para as pessoas que não sabem aprender pelo amor. E como não sabem amar-se a dor e o sofrimento originam o sintoma. Se não souberem interpretar estes sinais, a doença será o caminho da aprendizagem.
Urge aprender como a energia flui pelos sete centros energéticos do corpo e como é processado nos órgãos. 
Nascemos para sermos felizes, para sentir o amor e viver com prazer no “aqui e no agora”.
É urgente permitir sentir a vibração de sentimentos e pensamentos de harmonia, felicidade, criatividade, alegria e compaixão.
A nossa alma sabe que é fundamental alinhar energeticamente com o divino (a espiritualidade), a natureza, connosco e com as pessoas. Se bloquearmos esta energia estaremos a caminhar a passos largos para o stress, raiva, tristeza, preocupações, sentimentos de vitimização e de inferioridade. 
O medo, a dor, a tristeza, a raiva, o rancor, a ira, o nojo são energias negativas que produzem neurotransmissores (neuropetideos) que irão lesar os órgãos do nosso corpo e originar as doenças.

Uma questão deixo para refletirem: O que fazer para ter mais saúde?
Termino dizendo que nenhuma pessoa nasce para ter sentimentos negativos de raiva, tristeza, ódios, medos (todos estes sentimentos são apenas construções mentais), assim como uma máquina expresso não funciona com gasolina, nem um carro com grãos de café.
Somos criados à imagem e semelhança pelo Divino (Supremo Arquiteto deste Universo, Deus) para receber energias de amor, afeto, carinho, harmonia e felicidade. Se vivemos a transformar as energias positivas em energias negativas de preocupações, stress, pessimismo, rancor, medos, raiva, tristeza, ódios estamos a fazer o caminho da doença e a doença é muitas vezes o único caminho para a cura ou para a loucura que cura.
Se leram esta reflexão têm de ver o seguinte filme: DIVERTIDA-MENTE.

https://www.youtube.com/watch?v=3c4NORepKt4

Aproveitem a embalagem e levem os vossos filhos e aconselhem este filme a amigos.

https://www.youtube.com/watch?v=ObCMRzHc7bI